sexta-feira, setembro 22, 2006

Luto vermelho




Morreu hoje em Buenos Aires Enrique Gorriarán Merlo, leader do Ejército Revolucionário del Pueblo e protagonista de muitos dos banhos de sangue que enlutaram a Argentina. Fundado na década dos sessenta na linha trotskysta, apadrinhado por Cuba e entusiasta do Vietcong, o simpático grupo oferecia toda uma gama de serviços: de assassínios e sequestros urbanos à guerrilha rural segundo a estratégia foquista do compañero Che - e tudo com a violência máxima: simplesmente uma "fria máquina de matar". Mas não pensem que esta rapaziada idealista praticava malvadezas como último recurso para derrubar alguma "ditadura militar". Em 1974, em plena vigência de um governo eleito, constitucional, democrático (e demais atributos demo-liberais de praxe), o ERP lança-se à guerrilha nas matas de Tucumán. Em 1989 - seis anos após o retorno aos "civis", e durante o governo do socialistóide Alfonsin - Gorriarán Merlo e seus muchachos atacaram o quartel de La Tablada", deixando um saldo de 39 mortos. O currículo deste senhor conta igualmente com uns anitos em Cuba, no Chile do camarada Allende, na Nicarágua, a "combater" nas hostes sandinistas, e no Paraguay, onde participou da operação-comando que assassinou Somoza, ali exilado. Convém recordar que Gorriarán Merlo, indultado em 2003, passeava-se e pontificava sem que ninguém lhe estorvasse o caminho. Os militares que combateram o terrorismo e a guerrilha, ou estão a malhar com os ossos na cadeia, ou tiveram os seus indultos anulados por Kirchner. Há poucos meses assisti a uma entrevista do falecido, a dissertar muito sobre paradigmas, condições objectivas, lutas populares, imperialismos, etc. - tudo com ares de quem fazia um favor à humanidade. Esta criatura que não pestanejou em assassinar crianças de três anos com tiros na cabeça, conquistou o doce coração do estalinista prémio Nobel Saramago, que interveio em pessoa para que Gorriarán Merlo fosse contemplado com um indulto. E ainda há quem acredite na justiça dos homens, nas instituições, no capuchinho vermelho, etc.

4 Comments:

At 8:07 da manhã, Blogger biclaranja said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

 
At 8:09 da manhã, Blogger biclaranja said...

Vermelho, é preferível o capuchinho.
Saúda-se o regresso.
Cumpts.

 
At 4:45 da tarde, Blogger Euro-Ultramarino said...

Sem dúvida!
Obrigado pela saudação.
Um abraço.

 
At 7:06 da tarde, Blogger Paulo Cunha Porto said...

Só para dizer que o título, nesta Quarta 26 tem, futebolisticamente, contornos macabros!...
Abraço.

 

Enviar um comentário

<< Home