domingo, maio 14, 2006

Tiro pela culatra?


O Prof. Doutor Silva, presidente brasileiro, deve estar zangadíssimo com o seu protegido Evo Morales, o novo governante boliviano e pioneiro do socialismo indígeno-cocaleiro. Depois de investir pesadamente na candidatura de camarada tão promissor, incluindo uma boa "ajudinha" para desestabilizar e derrubar o governo anterior, o Brasil - leia-se: Petrobrás -, vê-se confrontado com a estatização dos hidrocarbonetos no país andino, decretada, justamente, pelo simpático discípulo. Até então grande senhora de negócios e negociatas gasíferas (60% do consumo brasileiro de gás provêm da Bolívia), a brasileira dos petróleos, estatal e monopolista, parece que vai perder esta galinha dos ovos de ouro, além de ver-se obrigada a pagar muito mais pelo gás que leva ao Patropi, já que o leader indígena das camisolas coloridas vai proceder à revisão dos contratos, por ele já qualificados de "ilegais". Não cultivo o hábito de meter-me em desavenças familiares, mas quando o conflito é no interior da esquerdalhada, confesso que não resisto: acho engraçadíssimo. E aposto dobrado contra singelo como daí ainda correrá muita tinta.

3 Comments:

At 9:41 da tarde, Blogger Mendo Ramires said...

Eh, eh, eh! É mesmo. Matem-se e esfolem-se!

 
At 2:31 da manhã, Blogger acja said...

Quer trocar o Kirchner pelo Lula?
O Mensalão vai junto.
Pensa no caso, fa z o favor...

 
At 8:23 da tarde, Blogger Euro-Ultramarino said...

Caro Mendo Ramires:
Esperemos por outros "rounds" desta luta. Muitos ainda virão.

Caro Acja:
Longe de mim trocar o mal pelo péssimo... Triste é sermos obrigados a aturar tal criaturas!

Como diz-se por aqui: vamos de Guatelama a Guatepeor...

Um abraço a ambos.

 

Enviar um comentário

<< Home