quinta-feira, junho 08, 2006

E nas bibliotecas de Buenos Aires...

O Homem e a Obra que nos anos trinta já eram referências obrigatórias para o nacionalismo católico na Argentina.

2 Comments:

At 6:27 da tarde, Blogger Paulo Cunha Porto said...

Que aspecto magnífico! Até cheira a alfarrabista.
Abraço.

 
At 9:04 da tarde, Blogger Euro-Ultramarino said...

Meu caro Paulo:

E a Rainha do Prata ainda está cheia deles. E com mui agradáveis surpresas. Aqui estamos às ordens!

Um abraço.

 

Enviar um comentário

<< Home